POMPOARISMO: VOCÊ SÓ TEM A GANHAR

POMPOARISMO: VOCÊ SÓ TEM A GANHAR

O que é Pompoarismo?

O Pompoarismo é uma técnica de exercícios para o fortalecimento da musculatura vaginal que traz diversos benefícios para a mulher ( e consequentemente para seus parceiros ).

A maioria das mulheres procura o pompoarismo exatamente em busca da melhora no desempenho sexual, mas existem outros benefícios, como o aumento da libido e desejo sexual, facilita o orgasmo, tanto para mulheres que sentem dificuldade como para aquelas que relatam que nunca tiveram um orgasmo, evita a flacidez vaginal, fazendo com que você se sinta mais apertadinha, ajuda com a lubrificação vaginal, reduz os sintomas da menopausa, ameniza as cólicas menstruais e até mesmo o período menstrual, além de tratar e prevenir problemas ginecológicos como: infeções, incontinência urinária, vaginismo… Enfim, a prática regula toda a sua saúde íntima.

Origem do Pompoarismo e Pompoarismo no Brasil

Aqui no Brasil, a ginástica íntima se popularizou através do pompoarismo, que é uma técnica milenar que teve origem na Índia e foi aperfeiçoada na Tailândia. Infelizmente o termo ganhou uma conotação negativa durante alguns anos, talvez por conta dos famosos shows de malabarismo com a vagina, ou até mesmo por uma conotação sexual errada que acabou banalizando o conceito inicial do termo. Na maioria dos países, a ginástica íntima é mais conhecida como “exercícios de Kegel”, que é o nome do médico responsável por fazer uma série de pesquisas sobre o musculatura pélvica, o médico Arnold Kegel.

pompoarismo é recomendado até hoje por médicos ginecologistas, fisioterapeutas e até mesmo psicólogos como um exercício fundamental para a saúde, sexualidade e autoestima de toda mulher.

Acessórios para os exercícios

 

Além dos acessórios tradicionais, que vamos explorar abaixo, a tecnologia também faz a sua parte e oferece vibradores controlados via APPS aonde você pode controlar e determinar as intensidades dos exercícios na palma da sua mão, através do seu celular.

Como qualquer outro exercício, a prática fica mais intensa quando você utiliza o aparelho ou o acessório correto. Com a ginástica íntima é a mesma coisa.

1. Bolas Ben-wa

O Ben-wa é composto por duas bolinhas ligadas por um fio de silicone. Seu peso é pequeno, e o exercício consiste em colocá-las na entrada da vagina e, com os movimentos da ginástica íntima, conseguir “sugar” e depois “ expulsar” as bolinhas da vagina. Esse exercício auxilia no controle da região de períneo. 

Mas atenção: as bolas Ben-wa são DIFERENTES do colar tailandês e não são indicadas para a prática do pompoarismo.

2. Vibrador

Embora os vibradores sejam taxados como vilões da promiscuidade, eles na verdade são grandes aliados tanto para a descoberta do seu próprio corpo e prazer, quanto para lhe auxiliar no treino da sua musculatura vaginal.

O princípio é o mesmo das bolas Ben-wa: com um vibrador que tenha entre 12cm e 17cm respire pausadamente e faça uma sucção com a vagina até que ele seja levemente puxado. Pause, expire e inspire novamente buscando contrair os três anéis e faça outra sucção. Depois, faça o processo inverso e expulse o vibrador.

No início, utilize suas mãos para ajudar a posicionar o vibrador na entrada e dar um “empurrãozinho”. Com o tempo, você conseguirá sugar todo o vibrador sem ajuda das mãos. Esse exercício pode ser praticado em pé ou deitada, cerca de 10 minutos por dia.

3. Cones vaginais

Com eles, você vai ganhar uma força que nem sabia que tinha e vai mostrar de uma vez por todas quem é que manda na cama!

Para você que nunca viu, eles se parecem com um absorvente interno e têm pesos diferentes. Podem variar de 20 a 70 gramas. Eu recomendo que você comece pelos mais leves, porque o exercício não é tão fácil e você não pode desanimar só porque não está conseguindo nos primeiros dias!

Faça esse exercício em pé. Coloque o cone até o segundo anel vaginal (na altura que você colocar o absorvente interno) e contraia a musculatura várias vezes tentando segurar o cone lá dentro durante 10 minutos. Acredite em mim: não adianta colocar o cone e sair andando por aí. Você não estará fazendo exercício nenhum e ainda irá forçar/pesar seu músculo de um jeito errado, além disso, pode se lesionar.

Com os cones mais leves você vai ganhar resistência e rapidez, com os mais pesados, vai ganhar resistência. Conforme for conseguindo segurar o cone sem muito esforço é hora de trocar para um mais pesado.

Perinoplastia e pompoar

A perinoplastia é uma cirurgia que reconstitui os músculos da vagina quando a flacidez vaginal está em estágio avançado. A cirurgia era também extremamente utilizada com o objetivo de “apertar” a vagina e, com isso, aumentar o prazer sexual da mulher.

Entretanto, com a difusão da técnica de pompoar, que não é invasivo, não tem custo e pode ser feito sem necessidade de procedimentos cirúrgicos, a pereinoplastia praticamente deixou de ser realizada. Ela somente é realizada quando há necessidade de correção de disfunção urinária ou fecal.

Benefícios do pompoarismo para o sexo

Além de apimentar a relação (pois os movimentos que a mulher consegue executar com a prática do pompoarismo deixam os homens doidinhos) ele estimula o conhecimento e controle do próprio corpo e pode prolongar seu prazer e do seu parceiro pois permite que a mulher supere suas dificuldades em chegar ao orgasmo, possibilitando inclusive que ela tenha orgasmos múltiplos, retarda a ejaculação do parceiro e reduz as dores na hora da penetração, dores estas causadas pelo vaginismo (contração involuntária dos músculos (espasmos) ao redor do orifício da vagina, causando dor, dificuldade e até impossibilidade de manter relação sexual, sem causa física) ou dispareunia (dor sentida ao se tentar a relação sexual ou outra atividade sexual que envolva penetração ou a dor sentida durante essas atividades).

Benefícios do pompoarismo para a saúde

Muita gente acha que o pompoarismo tem a ver somente com sexo e estão enganadas! A prática pode trazer vários benefícios também para a saúde independente da saúde da mulher que pratica.

Veja alguns dos benefícios do pompoarismo para a saúde:

  • Reduz as cólicas e o período menstrual
  • Diminui os sintomas da menopausa
  • Ajuda gestantes na preparação para o parto e auxilia a recuperação pós-parto
  • Melhora o funcionamento do intestino
  • Trata a incontinência urinária
  • Combate a flacidez vaginal
  • A mulher fica mais “apertadinha” e consegue simular virgindade
  • Aumenta a lubrificação e a libido
  • Trata e previne a incontinência urinária e queda da bexiga
  • Reestabelece o tônus vaginal
  • Regula a lubrificação vaginal
  • Aumenta a sensibilidade genital

Quem pode praticar?

Mulheres de todas as idades podem praticar, mas alguns cuidados são necessários em situações específicas:

Grávidas
É altamente recomendado que mulheres com até dois meses de gestação não pratiquem a fisioterapia pélvica. Os movimentos podem provocar contrações no útero e o aborto.

Inflamações e infecções
É necessário tratar o problema antes de continuar o treino, seja uma infeção na vulva, útero ou urinária.

Endometriose
Como os exercícios provocam um aumento de fluxo sanguíneo na região pélvica, é possível que quem tem endometriose tenha algum desconforto. Pergunte à sua médica quando começar a praticar.

Mioma
Caso o mioma esteja em fase de crescimento não é recomendada a prática, porém, depois que ele para de crescer, não há problema nenhuma.

Durante a menstruação
É ideal fazer os exercícios SEM os acessórios por conta de higiene e prevenção de infecções.

Quem tem DIU

A prática do pompoar nada interfere no DIU, isso porque o dispositivo intra-uterino é colocado no útero e os exercícios da ginástica utilizam a musculatura da vagina. Minha ressalva é que você espere o tempo correto após o procedimento e tenha a autorização da sua ginecologista para voltar a praticar.

Os movimentos de pompoarismo na hora do sexo

A mulher que pratica a ginástica íntima consegue controlar a musculatura do assoalho pélvico e seu canal vaginal. Desta forma, ela realiza movimentos específicos e voluntários no pênis do parceiro. Segurar a ejaculação dele e simular movimentos de masturbação com a própria vagina são algumas das vantagens.

  • Chupitar: movimento que suga o pênis simulando o movimento de uma criança chupando a chupeta, por isso o nome;
  • Ordenhar: contrair os anéis em sequência massageando o pênis;
  • Sugar: sugar a glande do parceiro; travar: contrair a vagina impedindo, assim, a saída o pênis;
  • Expulsar: expelir o pênis do parceiro, deixando apenas a glande;
  • Estrangular: movimento que aperta o pênis da base até a glande e segura a ejaculação do parceiro;

Músculo pubococcígeo: o que é?

Este músculo, também chamado de musculatura do assoalho pélvico, é fundamental para o funcionamento correto da área genital tanto feminina quanto masculina. Quando este músculo está flácido, pode gerar graves problemas. Dentre eles: incontinência urinária e fecal e enfraquecimento da sustentação dos órgãos pélvico, ocasionando a temida “bexiga caída”.

Com a musculatura desta região enfraquecida, sua área sexual também é afetada. Como o músculo pubococcígeo é o que envolve as paredes da vagina, se ele enfraquece, sua força para contração é diminuída e sua sensação de orgasmo é quase nula.

Os exercícios de pompoarismo, também conhecidos como fisioterapia pélvica, auxiliam na recuperação do tônus muscular nesta região.

Flacidez Vaginal

Muita gente pensa que a flacidez vaginal só acontece com mulheres que passaram pelo parto vaginal. Com certeza o parto vaginal vai causar uma sobrecarga maior na musculatura pélvica feminina, mas o fato é que o tempo e várias situações cotidianas como: tossir, espirrar, rir, fazer exercício físicos e levantar peso, aumentam a pressão intra-abdominal e também acabam sobrecarregando a musculatura pélvica, e como qualquer músculo, se ele não estiver forte para responder a estes esforços, ele vai enfraquecer.

De modo geral, a musculatura do assoalho pélvico feminino já começa a enfraquecer naturalmente a partir dos 25 anos de idade.

O que são exercícios de Kegel?

Os “exercícios de Kegel” são conhecidos assim por causa do ginecologista que inventou esta técnica. O norte-americano Arnold Kegel criou estes exercícios na década de 1940 com o objetivo de diminuir as cirurgias associadas à flacidez dos músculos do assoalho pélvico.

A técnica, hoje também conhecida como pompoarismo, consiste em contração e relaxamento repetitivo dos músculos da região pélvica feminina. Mais a frente, vou ensinar alguns exercícios fáceis para você colocar essa prática na sua rotina!

MAS ATENÇÃO: nunca faça os exercícios de bexiga cheia ou com vontade de fazer xixi. Estou demonstrando como deve ser feita a contração, mas fazer os exercícios sem esvaziar a bexiga pode causa infecções urinárias.

Respiração

A respiração é uma das partes mais importantes de qualquer exercício. Respirando da forma correta, você controla o tempo do exercício, ganha ritmo e não termina a ginástica exausta.

Na ginástica íntima é fundamental você inspirar pelo nariz quando fizer a contração e expirar pela boca quando relaxar o músculo.

Mitos e verdades

Dá para apagar velas com a vagina?
Verdade! Na Tailândia é comum ver esse tipo de prática em alguns shows específicos. As mulheres também arremessam objetos, como dardos em um alvo, e abrem tampas de garrafas.

É um exercício feminino
Mito! Os homens também podem praticar pompoarismo levantando pesos com o órgão genital. Resolver problemas de ejaculação precoce é um dos benefícios.

Somente jovens podem praticar
Mito. O exercício pode ser praticado em qualquer idade, já que ajuda em diversas fases da vida: na diminuição das cólicas menstruais, a dar um up no casamento e a evitar a flacidez vaginal.

O pompoar só serve para mulheres que não são mais virgens

Mito! A prática do pompoar vai além dos benefícios sexuais. Ele auxilia na regulação hormonal, na diminuição das cólicas e do período menstrual. Com a ginástica, você também irá fortalecer seus músculos para evitar uma futura flacidez vaginal e incontinência urinária. Também preciso dizer que a prática está extremamente ligada ao autoconhecimento, empoderamento e amor-próprio, tendo em vista que os estímulos neurais partem da vagina e ativam o cérebro.

Então meninas… O que estão esperando para começar a praticar este exercício fantástico????

Vamos lá!!!!



Deixe uma resposta